O meio do fim do início

Porque eram assim que as ideias iam e vinham.

 

Montando o "gabarito" para o jogo dos distintivos

Organizar o acampamento de 30 anos do Falcão…

É ter muitas (e muitas!) ideias.
Querer trollar os escoteiros.
Desafiar a senior e guia.
Fazer o melhor jogo noturno da história.
É dormir pouco.
Discutir com os amigos do clã.
Ficar de saco cheio das reuniões intermináveis.
Não saber o que fazer.
Ter momentos epifanicos. (se você não sabe – pelas palavras – o que isso significa, perguntar pra Rebeca depois!)
Se estressar.
Proporcionar experiências.
Se divertir com o clã.
Procurar um lugar ideal.
Para o acampamento ideal.
E que ele seja inesquecível.
É planejar diversos “plano B”
É fazer coisas de última hora.
E elas darem certo.
Se sujar MUITO.
E se molhar.
É ser lobo mais uma vez.
Ser escoteiro novamente.
Ser senior, guia uma última vez.
Ser chefe pela primeira.
É conhecer o seu grupo.
Trazer novas ideias.
Inovar.
Ser criativo.
Superar expectativas.
Fazer o melhor pelo grupo.
(Re)integrar as pessoas.
E fazer elas se (re)conhecerem.
É ter um fogo de conselho.
Com risadas intermináveis.
É começar com chuva.
E terminar com sol.
É (não) ter um tema.
Trabalhar com vários pontos de vistas.
E procurar a harmonia entre eles.
É ter um Clã.
Disposto a fazer o melhor possível para servir.
Porque…
(SER)VIR é #TDB do Falcão.
E ser  Falcão Peregrino é poder proporcionar para as próximas gerações, o que as anteriores proporcionaram para a gente.
texto de Rebeca Yoshisato
Mas ser criança mais uma vez, também é #TDB do Falcão! (:
Comentários
5 respostas para “O meio do fim do início”
  1. Akelá Hirata disse:

    Fico muito emocionado com seus textos!!! Foi um privilégio ter você como uma das monitoras do Jamboree da Suécia!

    • Miho disse:

      Obrigada, Hirata. Foi um privilégio ter você como um dos chefes no Jamboree da Suécia também! (:
      Mas o texto acima quem escreveu foi a Rebeca. Por infelicidade, ela não teve tempo de se cadastrar e editar pra postar no blog, então fiz isso por ela. Como estávamos sem tempo, acabei postando pela minha conta mesmo (e olha, demorei quase 1h30 pra descobrir como tudo funcionava, salvei umas 5 vezes, troquei as fotos umas 1000 vezes de lugar…). Mas os créditos são dela.

Deixe seu comentário

Você deve estar logado para escrever um comentário.