Quero saber: Operação Falcão

Olá!! Eu sou o Alex, o pai do lobinho Jaiminho. Vou estreiar aqui no blog com uma série de entrevistas porque sou muito curioso e acabei de entrar no grupo. Algumas coisas ainda são estranhas para mim e eu quero saber de tudo!

Bom, vou começar entrevistando uma mãe que entrou no grupo quando tinha uns 7 anos. Cresceu participando das atividades escoteiras e agora é mãe que acompanha o seu filho nas atividades. Conversei com ela a respeito da Operação Falcão. Com vocês, Juliana Takemoto!

 

Alex: Olá, eu sou Alex o Paizão sou pai do Jaiminho, aquele gordinho engraçado de blusa amarela. Você é mãe aqui no Falcão certo? Quem é o seu filho?

Juliana: Sou Mãe do Lobinho Leonardo Takemoto que em Agosto  já passa para a Tropa Escoteira.

 

Alex: Ahmn, parabéns pelo seu filho. Me disseram que você foi lobinha aqui no grupo também, é verdade?

Juliana: Sim, entrei no movimento escoteiro no Falcão em 1989 e fiquei até 2000.

 

Alex: Então você já participou dessa tal Operação Falcão quando era criança? Quantas vezes?

Juliana: Sim, que eu me lembre 4 vezes.

 

Alex: O Jaiminho chorou porque ficou com medo de um mendigo lá no Mercado Municipal, mas depois sussegou e ficou tão à vontade que perdeu a mochila em algum lugar… Você já chorou alguma vez?  Deve ser uma experiência nova para as crianças não?

Juliana: Vixi…chorei muuito…várias vezes…chorei  no meu primeiro acantonamento para Brasília pois não queria comer toda a comida que tinha colocado no prato…chorei quando os meninos me apelidaram de NEB…muitas pessoas nem sabem meu nome de tanto que pegou…rs..rs……chorei de medo em visitar as catacumbas em Caraça…chorei de tristeza sempre que acabava um acampamento…chorei de emoção no Jamboree em 1999 quando vi na Arena milhares de escoteiros de todas as nacionalidades cantando em uma única voz o Hino do Jamboree do Chile e chorei há alguns meses atrás quando participei do Fogo de Conselho de 2011 e cantei já como mãe, a Canção da Despedida…são muitas experiências marcantes!!!!

 

Alex: Eu queria ter sido lobinho também, mas meus pais não conheciam esse negócio de escoterismo e eu vivi a minha infância na rua, pixando muros, quebrando campanhias, fazendo armadilhas… O resultado é que eu sou um adulto bobo que nem sei o que é Pinacoteca… Deve ser tipo uma biblioteca não é não? Como é participar de uma Operação Falcão? Você se lembra?

Juliana: Ah…a Operação Falcão é uma das coisas que marcaram muito a minha vida…como lobinha não entendia muita coisa, mas me sentia protegida e fazendo parte de um grupo, era legal correr e visitar lugares em São Paulo que eu nem sequer sabia que existiam, já como escoteira a competição era o que me motivava,e como guia a responsabilidade de liderar ou ajudar um grupo.

 

Alex: Mas resumindo, para quê serve esse negócio de Operação Falcão?

Juliana: Serve para integração de vários jovens de várias idades em busca de um objetivo, serve para aprendermos a utilizar o transporte público, conhecer os pontos turísticos da cidade de São Paulo, eles recebem uma carta prego com várias atividades a serem desenvolvidas nesses pontos.

 

Alex: E como foi ver o seu filho seguir os passos da mãe e participar de uma Operação Falcão? Você ficou preocupada ou “sussa”?

Juliana: Fiquei muito tranquila, animada pois adorava a Operação Falcão e sabia que o Léo teria uma ótima experiência, experiência essa que somente o escotismo pode proporcionar.

 

Alex: É dahora esse negócio hein!? Do ponto de vista de mãe, qual é a importância disso no desenvolvimento dos filhos?

Juliana:  A minha visão do escotismo mudou muito depois de vivenciá-lo como mãe….quando jovem apenas era diversão, aventuras, amizades, bagunça…hoje já percebo quão rico é o apredizado das crianças e jovens que fazem escotismo…na Operação Falcão, em especial, além de ensinar a competitividade, o trabalho em equipe, a responsabilidade dos mais velhos cuidarem dos mais novos, a estratégia de estabelecer os pontos a serem visitados, a pontualidade, a garra em cumprir as tarefas, o aprendizado na utilização de metrô, ônibus…são muitos aprendizados embutidos dentro de uma única atividade.

 

Alex: Pô, o Jaiminho adorou esse negócio. Agora toda hora ele quer andar de busão e pegar metrô.  Dai eu falo para o gorduchinho “vai aproveitando que a sua hora vai chegar e você vai ver como é bom pegar o horário de pico na zabumba”. Você andou muito de busão quando era jovem? Saber se virar nos meios de transporte fez diferença na sua vida?

Juliana: Andei bastante de ônibus e metrô sim, sei me virar bem, mas ainda prefiro ir de carro…rs…rs…

 

Alex: E o lance de conhecer mais a nossa própria cidade hein? Dahora não é não ? O gordinho do Jaiminho deu uns rolê nuns lugar que eu nunca vi na minha vida, e me deu uma baita lição de cultura. O seu filho gostou da atividade?

Juliana: Meu filho adorou, conheceu muitos lugares de São Paulo que nunca tinha visitado, o lugar preferido dele foi o Monumento aos Bandeirantes, lá além dele aprender um pouco sobre a história desse monumento fez uma atividade de habilidade com nós.

 

Alex: Bom, eu vou indo porque a muié tá me chamando. O Jaiminho acabou de cair e tá com a testa toda esfolada. A muié fica desesperada não sei porque… Deixa muié, que exagero de histeria… Faz parte da vida de criança… Não é não?? Muito obrigado pela conversa e boa sorte para sua família e seu filho. 

Juliana: Gostaria de deixar aqui registrado meu agradecimento a todas as pessoas que fizeram parte dessa fase maravilhosa da minha vida : aos meus pais pela oportunidade que me deram de participar do movimento escoteiro, hoje entendo a dedicação deles, a minha irmã e aos meus primos que nos divertimos muito em acampamentos e em todas as outras atividades, aos tios e tias pelo carinho, aos amigos que fiz e que permanecem até hoje e em especial à Chefia que de forma voluntária e pelo amor ao próximo se doa para ajudar na formação de nossos jovens. Obrigada por mim e pelo que estão fazendo pelo meu filho! Grata, grata, gratíssima!!!!

 

Comentários
5 respostas para “Quero saber: Operação Falcão”
  1. Lobo Gris disse:

    Olá Alex, adorei você!!!!
    Seja bem-vindo ao Escotismo.
    Que bom que você agora é um Falcão.

  2. Ghirata disse:

    Caramba!!! Eu não sabia desse histórico da Juliana!!! Vou fazer campanha… Juliana, já pra chefia!!!!
    E parabéns para o Alex, que mesmo com um filho exemplar como o Jaiminho, confiou nos pioneiros e deixou ele andar pela cidade com nossos jovens mais velhos!

  3. Isabel_kawato disse:

    Adorei o post, Alex!!!  Parabéns!!!

  4. Alex O Paizao disse:

    Olá pessoal !!
    Eu também adorei a entrevista, a Juliana é muito gente fina e agora eu sei o que é Operação Falcão.
    Ei pessoal dos Pioneiros! Vocês podiam fazer uma Operação para adultos, para os papais e mamães ! Não?

    abraços fraternais !

Deixe seu comentário

Você deve estar logado para escrever um comentário.