Sem Data para Voltar

JSAPAN. Kyoto. 2007. Fushimi Inari Shrine.

Depois de uma longa tarde em uma tentativa de agradar minha ex-esposa, caminho pelo túnel maremoto no centro de São Pedro, sem rumo e sem data para voltar.

Enquanto vagueio pela grande cidade vejo pessoas, carros e aviões seguirem seus próprios rumos em uma visão lenta e triste como se o mundo tivesse ficado cinzento e sem graça, sem animação.

Durante minha jornada ao aguardado e inesperado futuro, vejo tudo mais triste com um olhar chateado. Vejo assaltos, morte, pobreza, vejo a própria tristeza.

E assim sigo ao horizonte sem data para voltar.

Trabalho escolar de Língua Portuguesa e Literatura: Escreva um conto a partir da imagem.

Comentários
Uma resposta para “Sem Data para Voltar”
  1. George Hirata disse:

    Filho de casal de escritores, tinha mesmo que carregar o talento para se expressar. Parabéns Pedro!!! Parabéns papai e mamãe do Pedro!