Making Of GotsôFest

O GotsôFest é um evento criado para angariar fundos e reunir amigos do Falcão… comendo bastante. A iniciativa foi idealizada há uns 10 anos atrás pelos próprios jovens, que cuidam de toda a organização, realização, divulgação, dor de cabeça, riscos… ou seja assumem de corpo e alma a responsabilidade de realizar um evento. É um aprendizado enorme e valioso.

Gotsô, significa em japonês, algo como “banquete” ou “rango” e foi o termo escolhido para dar nome à essa festa que começou (se não me engano) como “Noite do Karê” depois virou “SushiFest” e finalmente e até as gerações de hoje como GotsôFest.

Organizar um GotsôFest é um dos pontos altos do ramo sênior no Falcão, quem já fez colhe bons aprendizados e boas lembranças até hoje.

Então fica a dica para as próximas reuniões, nada é mais apaixonante do que gente tomando iniciativa e realizando sonhos. Observem, participem e colaborem com o Making Of disso tudo.

 

serviço:

VIII GotsôFest – 21 de abril de 2012 (sábado das 18 às 22h)

Rua Dr. José de Moura Rezende, 700 – Caxingui – São Paulo

 

Do fundo do baú, o Making Of do cartazete de divulgação de uma das edições do GotsôFest. Participações de modelos/personalidades consagrados num cenário surreal de mega guarnições. Atenção, a data deste cartaz está errada, pois este é um cartazete de divulgação antigo. Mas divertido.

Quarta-feira, 25 de janeiro de 2012: EVOLUIR

Acampamento de Verão
30 anos de Falcão Peregrino
Sorrir, Aprender e Voar é #TDB do Falcão

Quarta feira, 25 de janeiro: EVOLUIR

6 horas da manhã. Acorda!

Tatsuo e Tikuta foram comprar pão. Preparamos um café da manhã simples que nos desse energia suficiente para trabalhar em tudo que faltava fazer antes que todos chegassem.

Pregamos as placas de campo (Brincar, Evoluir, Aventurar, Planejar). Placas de alerta (chão escorregadio, chuva a qualquer momento, Economizar água, deixar em ordem, etc). Colocamos o uniforme e preparamos o sistema de Check-in. 7 horas. Liga pro Kiyoshi. Os ônibus ainda não chegaram na sede. Organizamos o que precisava ser organizado. Corre aqui, corre ali. 8 horas. Liga pro Kiyoshi. Os ônibus estão saindo da sede. “Esqueceram de colar essa placa!” “eu vou!”. “Escreve isso pra mim”. “Digita aquilo de novo”. “Vamos testar os wakie talkies!”. “Os chefes chegaram de carro!”. “Já?”. “Abre o portão!”. “Vou recepcionar”. “Estaciona ali”. “Bem vindos!”.

10 horas. “O primeiro ônibus chegou!!” “Dos lobos?” “Sim.” “Descarrega aqui, os outros dois já devem estar chegando, e…”

(Alguns minutos mais tarde.) “O segundo ônibus chegou!” (Alguns segundos mais tarde.) “O terceiro também!”.

Descarrega o ônibus, os ônibus manobram, saem da Chácara. “Boa viagem de volta!”.

Alguns outros minutos mais tarde. “HASTEAMENTO!”. “O Caminhão chegou!”.  “Hasteamento primeiro!”. Talkabouts param de funcionar. “Avisa que o hasteamento vai primeiro!”. “Já começou, corre gente!”

“SEJAM BEM VINDOS AO ACAMPAMENTO DE VERÃO 30 ANOS DE FALCÃO PEREGRINO!”

Saudação à bandeira, breve transmissão de recados e avisos. QUEBRA GELO! (“Eu vejo muitos papéis picados”) Enquanto alguns pioneiros já descarregavam o caminhão.

Ao debandar, cada seção se dirigiu ao local de acampamento (ou acantonamento) respectivo e começou a montagem de campo necessária.

As patrulhas foram chegando para fazer o Check-in. Alguns pioneiros deram um mergulho na piscina. Voltamos ao serviço. Avisa aqui, avisa ali.

Cerimônia oficial de abertura após o jantar. Pequeno atraso, mas tudo acontece porque precisa acontecer. O fato de a cerimônia ter sido separada entre Lobos, e posteriormente escoteiros (as), sêniors e guias fez com que nossa atuação fosse diferente. Por diversas questões, cada faixa etária exige um grau diferente de atenção e modo de falar de nossa parte. Portanto, apesar de atrasos não serem uma dádiva, tropas escoteiras, obrigada por chegarem mais tarde naquela noite. E tropas Sênior e Guia, obrigada pela paciência e compreensão do lado de fora do Planejar. Saibam que o ânimo da cantoria foi muito importante para que nós prosseguíssemos com a programação modificada.

Após as devidas apresentações e oficiais boas vindas, o clã se senta em roda pela primeira vez no Acampamento. O clã se emociona pela primeira vez e se enxerga de coração aberto pela primeira vez, no Acampamento.

Na terça-feira, desenvolvemos um sistema de “Tudo o que tiver de ser feito, escreva nesta cartolina pendurada na parede do Planejar. Após finalizado, risque o que foi feito.”. Nesta noite, inauguramos o sistema e já nos programávamos para o dia seguinte.

Fomos dormir. Serenos.

De jangada artesanal para caiaque. Ou de caiaque para jangada artesanal?

 

Em breve vamos reviver o segundo dia de Acampamento Geral.

Fique ligado no próximo post:

Quinta-feira, 26 de janeiro de 2012: AVENTURAR

 

“Acordamos ao som de chuva. Desanimados. Saí do aconchego do dormitório direto para o “Evoluir”,
onde coletaria alguns dados e programação com os escoteiros (as) e suas chefias.
Ao sair do dormitório, de frente para o “Dormir” dos Lobos, todos os pioneiros sorriram.”

 

Se você se lembrou de algo engraçado ou emocionante, compartilhe no blog!

(re)Lembrar é #TDB.
Escrever é #TDB também.
E postar no blog é #TDB do Falcão!

Vamos ajudar a fazer mais 30 anos de história!
Mande seu e-mail para se cadastrar e postar as suas!

 

VIII Gotso Fest

A oitava edição do nosso tradicional GOTSO FEST , está chegando e VOCÊ é o nosso convidado!

Uma festa com a deliciosa comida japonesa, organizada por nós seniores e guias, que acontecerá dia 21 de abril à partir das 18h na sede do G.E Falcão Peregrino , com diversas atrações e surpresas neste ano em que comemoramos nosso 30º aniversário. 

Venha e compartilhe conosco o que pra você, é o #TDB do Falcão!

A sua presença é #TDB Do Falcão (: 

 

Confirme sua presença? http://www.facebook.com/events/203916193049589/

Sempre Alerta,

Carolina Ikuta, Rodrigo Kai, e Rafael Kamiwada

Agradecimento à Nossa Bandeira Nacional

Nestes meus poucos anos de escotismo tenho colecionado algumas imagens inesquecíveis. Aprendi com o nosso Mestre Kazuo que os momentos mais marcantes de nossas vidas são sempre retidos em nossa Retina Espiritual.

Eterna é a imagem que tenho da nossa Bandeira Nacional voando desesperadamente para os braços de nossos lobinhos quando todos, em saudação, participavam de seu arreamento ao final de nossa XXIX Festa de Confraternização.

Gostaria de convidá-los para um novo ponto de vista: coloquem-se por um instante ao lado de nossa Bandeira Nacional e vejam, lá do alto, os contrastes de tudo aquilo que ela viu.

Meses de dedicação, preparação e montagem.

Minutos de uma inexplicável união orgânica na desmontagem.

A chuva do sábado e, lá em baixo, pessoas trabalhando.

O sol do domingo e, lá em baixo, pessoas trabalhando.

A força para levantar barracas e bambus.

A delicadeza para preparar doces e flores.

O portão de entrada.

O PORTAL na entrada.

A felicidade na recepção aos convidados.

A tristeza na despedida.

O ponto mais alto da roda gigante.

O ponto mais baixo do teleférico distante.

O churrasco servido no espeto.

O yakissoba saboreado no hashi.

A voz afinada a cantar e emocionar.

 

As vozes desafinadas a cantar e emocionar.

A voz conhecida da pedra cantada.

 

A voz desconhecida do ‘Bingo’ gritado.

A magia impossível do Mágico Volkcane.

 

A magia do Melhor Possível do Falcão Peregrino.

A longa expectativa antes do sorteio.

 

Um breve instante de revelação.

O pouco feito por muitos.

 

O muito entregue a poucos.

Os poucos convidados.

 

Os grandes resultados.

Os Bravos, Bravos e Bravos.

 

Os Gratos, Gratos e Gratos.

Uma mão exibe a carta do Hino do Falcão.

 

Todas as mãos dadas cantam o Hino do Falcão.

No início, muitas dúvidas.

 

No final, uma única certeza.

No início, o pedido a Ele.

 

No final, o agradecimento a Ele.

No início, muita energia.

 

No final, o suficiente para voltar para casa.

No início, o sorriso estampado na alma de todos.

 

No final, o sorriso estampado na alma de todos.

Por tudo isto a nossa Bandeira Nacional voou desesperadamente para os braços de nossos lobinhos.

Por tudo isto a nossa Bandeira Nacional queria nos abraçar.

Ela só queria nos agradecer.

Amigos do Mundo!

Enquanto estávamos organizando o Acampamento de Verão 30 Anos de Falcão Peregrino tivemos a ideia de fazer um vídeo de comemoração!

Vasculhamos centenas de fotos dessas 3 décadas e cuidadosamente fomos selecionando e escaneando muitas, muuuitas delas! E não apenas isso, decidimos que iríamos comemorar com nossos Amigos do Mundo! Os irmãos escoteiros que fomos conhecendo em acampamentos, Jamborees mundiais e que desde então mantemos contato e conversamos com imensa alegria!

Assim, juntando um pouco das melhores coisas desses 30 Anos com um toque especial das mensagens que recebemos dos nosso Amigos conseguimos um vídeo de comemoração pra lá de especial!! (: